Facility Management: conheça 8 tendências para 2023

Devido às inovações tecnológicas e ao crescimento da preocupação com as questões sustentáveis, essa área vem passando por grandes mudanças.
8 tendências de facility management para 2023

Uma boa gestão de facilities – ou facility management – é uma estratégia importante que vem conquistando cada vez mais espaço dentro das empresas. Até porque, devido às inovações tecnológicas nos últimos anos e o crescimento da preocupação com as questões sustentáveis, essa área vem passando por grandes mudanças.

Quais são as principais tendências de facility management para 2023?

 

1) Reconhecimento do papel estratégico

 

Um fator que tem ganhado destaque nas empresas é a importância de facility management para o negócio. Essa é uma posição que tem se tornado bastante estratégica no mercado, uma vez que as empresas que têm uma gestão fortalecida geralmente são mais resilientes em momentos de crise e ganham vantagens competitivas diante da concorrência – o que impacta diretamente no lucro e na reputação da marca.

 

 

2) Trabalho integrado em harmonia

 

Nos últimos tempos, as empresas têm dado cada vez mais espaço para o gestor de facilities integrar todas as áreas da companhia, principalmente em relação à gestão de recursos humanos. Dessa forma, com todas as áreas da empresa integradas, as discussões e as decisões estratégicas que são tomadas na empresa ganham uma visão mais ampla e diferenciada, com a participação e o envolvimento de toda a equipe.

 

 

3) Location awareness

 

Depois da pandemia de Covid-19, muita coisa mudou no mercado de trabalho. Um dos formatos que ganhou destaque é o trabalho híbrido. Com isso, muitos trabalhadores passaram a trabalhar alguns dias presencialmente e outros dias de forma remota. Dessa forma, as empresas passaram a precisar de menos espaço físico para escritórios, adotando uma política de “hot-desk”. Essas mudanças também trazem um desafio a mais para facility management em 2023: a otimização de espaços de trabalho que estão cada vez mais limitados.

Isso leva a uma nova tendência chamada de location awareness (algo como “monitoramento da localização” em português), um sistema de tecnologia de sensores que podem ser utilizados para monitorar a ocupação, a temperatura e a umidade do ambiente, por exemplo, permitindo aos facility managers ajustar a utilização real do espaço no dia a dia, otimizar o ambiente e proporcionar mais conforto aos usuários de forma econômica.

 

 

4) Investimento em práticas sustentáveis

 

Outro tópico que também está em alta em todos os setores, inclusive em facility management, como tendência para 2023, é a implementação de ações de sustentabilidade em todos os processos organizacionais. O objetivo, além de incentivar o cuidado com o meio ambiente, é trabalhar também as questões sociais e econômicas.

Dessa forma, com a necessidade do mercado em padronizar e melhorar o facility management, foram criadas a Norma ISO 41000 e a Certificação Fitwell, iniciativas que vieram para somar nesse cenário e contribuir para a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar das pessoas.

Desde então tem se tornado cada vez mais comum que os gestores de facilities utilizem softwares de gestão com o objetivo de reduzir o uso de papel, por exemplo, além de buscar por outras práticas econômicas e sustentáveis simples no dia a dia, como substituir as lâmpadas de LED por soluções mais limpas, como painéis solares.

 

 

 

 

5) Manutenção pró-ativa

 

Os benefícios da manutenção pró-ativa (que pode ser preventiva ou preditiva) são muito claros, por isso ela também é considerada uma tendência para facility management em 2023. Isso porque, dessa forma, o plano de manutenção da empresa pode se tornar mais pró-ativo e ainda mais incisivo, o que reduz a necessidade de manutenções e reparações em longo prazo. Por meio dos dados recolhidos nessa manutenção, os gestores poderão otimizar os recursos e diminuir os custos, por exemplo.

 

 

6) Soluções de facilities com o apoio da tecnologia

 

A tecnologia facilita muito o facility management. Uma empresa de terceirização de limpeza, por exemplo, pode utilizar a tecnologia  para aumentar a eficiência da sanitização de um ambiente hospitalar. É possível também utilizar um software de gestão para tomar decisões baseadas em relatórios e melhorar os resultados com facility management. Por conta disso, uma tendência nesses ambientes é a IoT – Internet of Things (que em português significa Internet das Coisas). Nesse tipo de tecnologia, são utilizados sensores e termostatos para controlar temperaturas, nível de iluminação e ruídos. A presença e o fluxo de pessoas também podem ser medidos, por exemplo, para determinar o momento ideal de realizar uma limpeza ou para definir os dias e horários mais indicados para a manutenção de um equipamento.

 

 

7) Automação de tarefas

 

Com o auxílio da tecnologia, as tarefas em uma empresa têm se tornado cada vez mais automatizadas – seja com o uso de softwares, de plataformas ou por meio da internet das coisas. As companhias vêm utilizando esses recursos para ter mais controle, qualidade e agilidade em facility management.

É possível, por exemplo, controlar as tarefas da equipe e definir checklists padronizados, conferir o tempo de trabalho de cada colaborador em uma tarefa específica, solicitar Ordens de Serviço e até controlar a temperatura de um ambiente ou de um refrigerador. Tudo isso pode ser feito automaticamente, sem a necessidade de uma pessoa preenchendo um papel ou uma tabela no Excel, por exemplo.

Também tem crescido o uso de máquinas e robôs para realizar algumas tarefas, seja para carregar caixas pesadas ou para a fabricação de produtos. O movimento tem acontecido não só em fábricas urbanas, mas também no campo, onde o uso de equipamentos tem se intensificado e contribuído para o aumento e para a qualidade da produção.

 

8) Especialização e terceirização

 

Outra tendência para facility management em 2023 é a procura por mão de obra especializada. Se antes um técnico em serviços gerais se responsabilizava por diversas funções, hoje em dia as empresas chamam um eletricista apenas para verificar a parte elétrica e um encanador para os sistemas hidráulicos, por exemplo.

Para melhorar a eficiência em algumas tarefas secundárias, muitas empresas terceirizam serviços como limpeza e manutenção. Assim é possível ter um técnico especializado sempre que necessário e, se ele precisar faltar algum dia, a empresa terceirizada poderá enviar outro colaborador.

 

 

 

 

Leia também:

 

A transformação digital na gestão de manutenção e facilities

Dicionário de termos de Facility Management

O que é análise RAM? 

 

 

Lorem ispum

Lorem ipsum dolor sit amet

Conteúdos relacionados

Inscreva-se em nosso blog gratuitamente e receba as novidades!

Optimus, a ferramenta digital para gestão de manutenção e facilities.

Cansou de papel e
caneta na sua operação?
Conheça o Optimus